Brincar de ser Poeta

"Vamos brincar?"

- Brincar? tenho mais o que fazer!
Ora, não seja tão infantil!

"Vamos brincar, esquecer por um instante
Esta vida estressante..."

- Hum... não sei...tenho serviço a me esperar,
As cartas para enviar, o feijão a cozinhar
E meu lar para arrumar...

"Vamos brincar de ser poeta,
Brincar de poesias,
Brincar de rimar e trazer alegrias,
Vamos brincar de ser poeta
Valorizar a vida, a natureza,
Idealizar nossa pátria, nossos índios
Fugir da realidade social das corrupções,
Das mentiras mal faladas,
Das caras mal lavadas,
Das mãos sujas e dos corações podres."

"Brincar de ser poeta é falar
De amor, do belo, da compreensão..."

- Muito bem, meu caro,
Vamos brincar então!
Pois se ser poeta é fingir
a dor que deveras sente,
Estou eu aqui presente 
A doar todo o meu coração!

Poema de Nelma Cavalcanti

Voltar